Manson deu uma entrevista para a revista Rolling Stone falando sobre o Born Villain, a cover da You're So Vain com o Johnny Depp e mais. Fotos da entrevista podem ser vistas aqui e aqui.

 

Dois anos atrás, Marilyn Manson terminou seu relacionamento com a atriz Evan Rachel Wood, colocou todos seus pertences em um estoque e mudou-se para uma nova casa em West Hollywood.

"Acabei morando sozinho pela primeira vez desde... minha vida toda," diz Manson, aos 43 anos. "Percebi que menos é mais. Quanto menos coisa você tiver que trabalhar, mais poderoso você fica pra fazer o que está dizendo."

Essa filosofia tomou conta do oitavo disco de estúdio do Manson, Born Villain, contendo suas músicas mais viscerais e provocativas em anos. "Me autorizei a deixar meu subconsciente e inconsciente ditarem as regras do show," ele diz. "Essa é a hora para eu voltar, fazendo o que eu faço de melhor, e isso é ser Marilyn Manson."

O Johnny Depp toca na sua nova cover, You're So Vain. Como isso aconteceu?

O Johnny me ligou e perguntou se eu queria gravar uma música, então eu fui até o estúdio dele e começando a tocar blues. Meu disco já estava pronto, mas pensamos que seria irônico colocar You're So Vain no álbum. Johnny tocou bateria e guitarra - quando ele estiver terminado seu filme, vou lutar pra tê-lo em minha banda.

Espera aí, você disse que estava tocando blues?

Sim! Estávamos improvisando, que é uma palavra que eu sempre odiei. Acho que começamos com The Thrill is Gone - ideia dele. E foi legal. No ano passado eu aprendi a tocar mais guitarra.

Com o quê você pratica?

Com as bandas que escutava antes de começar: Bowie, Revolting Cocks, Ministry, Beatles.

Você está com 43 anos. Tem vontade de ser pai?

Não consigo imaginar como é ter um filho. Seria interessante ter uma versão pequena de mim para causar problemas - uma versão 2.0.

Tenho certeza que qualquer filho seu seria um perfeito anjo.

Eu tentaria e o confundiria para ser tão mau ou pior do que eu sou. Seria o meu dever.

O Born Villain é diferente dos seus últimos discos. Por quê?

Nos dois últimos discos, eu estava tentando forçar as pessoas a sentir o que eu estava sentindo. E eu me sentia um merda, então foi uma ideia bem estúpida.

Esse disco é mais como um jazz, punk rock ou dada. Eu queria pegar o que eu sabia fazer e fazer de uma maneira que deixassem as pessoas confusas. Você não pode ser chocante, você pode apenas criar o caos - e confusão é a melhor forma de comunicação. Essa é a conclusão.

Por que você estava triste antes?

Relacionamentos e situações estúpidas. Uma delas era a Interscope Records, que eu me livrei.

Você teve alguma mistura de sentimentos em deixar a gravadora após 15 anos?

Nem fodendo! Eu queria sair de lá faz tempo. Provavelmente não foi algo sábio dizer ao Jimmy Iovine que eu não o achava esperto o suficiente para entender o que eu estava fazendo. Basicamente eu estava frustrado com o que eles fizeram com a minha arte depois de eu criá-la.

Você recita o famoso solilóquio "Amanhã e amanhã" de Macbeth na Overneath the Path of Misery. Qual o motivo?

Quer saber por que eu fiz? Não tem motivo. Tatuei No Reason no meu pulso. Sabe por quê? Não tem motivo.

Macbeth é basicamente dizer que a vida é uma besteira - "uma história contada por um idiota." Você concorda?

Pode ser interpretado como uma declaração depressiva, ou uma declaração de alguma forma libertadora e resgatadora. Eu queria que fosse o que quer que as pessoas ouvissem.

Você é conhecido por ser um grande fã da série Eastbound & Down. Você se identifica com o Kenny Powers?

Claro. Ele é tipo um cachorro que caga no chão, mas você sempre passa a mão na cabeça dele e espera que ele pare de fazer isso. Igual a mim.

Li na internet que você está casando com alguém chamada Seraphim?

Nem sei quem porra é isso!

Também li um rumor de que você estivesse namorando a Lana Del Rey.

Pelo menos esse parecia que eu tinha bom gosto. E eu tenho.

Os rumores te divertem?

Sim. É o mesmo que antigamente, quando eu tirei minhas costelas e era o menino do The Wonder Years. Faz parte.

Mas vi você se esfregando com a Taylor Momsen no palco. Esse é verdade, né?

Sim, as jovens garotas novamente. Quando estávamos planejando a turnê, a banda dela, The Pretty Reckless, era uma das opções de banda de abertura. Pensei, "Quer escolha melhor do que alguém que acabou de fazer 18 anos?"

 










14.11 @ Annexet
15.11 @ Hal 14
16.11 @ Sporthalle
18.11 @ Zenith
19.11 @ Tip Sport Arena
20.11 @ Gasometer
22.11 @ Pala Alpitour
23.11 @ Samsung Hall
25.11 @ Velodrom - UFO
29.11 @ Mitsubishi Electric Halle
[ ver mais ]

Marilyn Manson - Prêmio de Ícone pela Alternative Press (2016) Third Day of a Seven Day BingeThe Mephistopheles of Los AngelesManson fala sobre o ”The Pale Emperor” (2015)Manson dá suas impressões sobre o Natal (2014) Deep Six


ver +

facebook.com/marilynmanson
marilynmanson.com
twitter.com/marilynmanson


2008 - 2017 ® Marilyn Manson Brasil | Todos os Direitos Reservados