Entrevista exclusiva do Blog Headbangers MTV: Wes Borland fala sobre tocar com o Manson na Coréia e possivelmente no próximo CD.
 

O Ex-guitarrista do Limp Bizkit, Wes Borland fez seu primeiro show com Marilyn Manson dia 15 de Agosto no ETP Festival em Seoul, na Coréia. O ato trouxe todos os tipos de expeculação sobre o envolvimento futuro de Borland com o teatral shock rocker. Do modo que vemos, qualquer um que resistiu à Fred Durst por todos esses anos, pode suportar um excêntrico como o Manson, mas ao invés de seguirmos os rumores, fomos direto a Borland para descobrir o que deu nele para ir ao palco com o antigo alvo dos religiosos da direita e o que isso representa para suas outras bandas, Black Light Burns e Fear and the Nervous System.


HeadbangersBlog: Você é o novo guitarrista do Manson em tempo integral?

Wes Borland: Pelo futuro previsível, vou tentar trabalhar com o Black Light Burns e Marilyn Manson simultaneamente. Eu ainda estou realmente apaixonado pelo meu projeto e estou quase terminando um outro disco. Mas eu estive vendo Marilyn Manson desde de seu começo, na Flórida, quando eu tinha 18 anos. Ter a oportunidade de tocar com eles foi algo que não deixei passar. Eu conheço o Twiggy faz um bom tempo, e foi um tipo de oportunidade maravilhosa para trabalhar com ele. Então, para um previsível futuro, eu vou tentar meu melhor na função permanentemente em duas bandas e ir adiante.

HeadbangersBlog: Como você ligou para o Manson em primeiro lugar?

Wes Borland: Eu costumava ser gerenciado pelo empresário do Manson, ele me ligou e perguntou se eu estava disponível. Black Light Burns estava tendo problemas, cancelando toda a turnê que estávamos fazendo pela Europa e Reino Unido. Nós estávamos tendo problemas com nosso produtor e algo pareceu suspeito. Então, quando houve um conflito entre a data do Manson e aquelas datas, eu decidi não confirmar o resto das datas do Black Light Burns e ir tocar com o Manson na Coréia.

HeadbangersBlog: Você gostou de estar no palco com o Manson?

Wes Borland: Eu realmente gostei de tocar com a banda e eles estavam muito felizes por me terem ali. Saí bastante com o Manson e Twiggy desde então. É bom e divertido tocar as músicas. E esperançosamente, vamos continuar trabalhando juntos no futuro, escrevendo e fazendo turnê. Veremos.

HeadbangersBlog: Há datas adicionais do Manson que você pretende tocar? Você estará no próximo álbum?

Wes Borland: No momento, parece que tudo está se movendo para frente. Não há datas para turnê do Manson. Eles estão no meio da produção de um disco no momento. Eu não sei se vou escrever com eles. Esteve deixado de lado, mas não foi confirmado de um modo ou outro. Mas eu adoraria tocar no próximo disco do Manson se funcionar. Eu gosto de trabalhar com as pessoas, não importa o quê. A qualquer momento, alguma oportunidade vem para trabalhar com outros músicos, eu sempre pego, em qualquer momento que tiver tempo porque eu penso que eu sempre cresço como músico por ter de me forçar a estar numa situação que não me é familiar e ter um vocabulário que eu não estou acostumado tanto uma música fraseada quanto o modo que a escrita da pessoa vai. Então, é pegando experiência que eu sempre me torno um melhor músico. A música é definitivamente diferente do que eu fiz no passado, então aprendendo as partes; é tipo gostar de entrar na cabeça do compositor e isso me expande.



Fonte: MansonUsa.com | Headbangersblog.mtv.com










Cry Little SisterTattooed in ReverseKILL4MESAY10We Know Where You Fucking LiveMarilyn Manson - Prêmio de Ícone pela Alternative Press (2016)


ver +

facebook.com/marilynmanson
marilynmanson.com
twitter.com/marilynmanson


2008 - 2019 ® Marilyn Manson Brasil | Todos os Direitos Reservados